Sobre pequenas revoluções internas

     A uns meses atrás eu acordei pensando em mudar o mundo. Pensando em ser aquela que faz a diferença, aquela que trás felicidade no nome, aquela justa.

     Quando a gente cansa de discordar em silencio uma pequena revolução interna começa e então resolvi: é hoje que eu mudo o mundo antes que o mudo me mude!

     Já chega de fechar os olhos para o que acho errado e é hoje mesmo que a mudança começa. E começa por mim. Antes de eu mudar o mundo de fora mudarei eu por dentro. Chega de ser acomodada, acabou o conformismo.

     Mudei cada atitude minha para o que ao meu ver era o mais correto. Te parece pouco? Pode parecer mas vou lhe dizer: cada pequeno passo que você da te leva mais a frente do que ficar parado. Quero cada dia ser uma mulher melhor do que fui ontem.

     E hoje pensando nos meses que se passaram vejo: eu ganhei vida. O ativismo por menor que seja tem que começar de dentro de nós mesmos.

     Ascenda a faísca da revolução que mora aí dentro e se deixe viver, te garanto que daqui uns meses você vai acordar satisfeita com a pessoa que você é.

Anúncios

8 comentários sobre “Sobre pequenas revoluções internas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s