A resposta certa

     Você era aquele tipo homem que sentia demais e dizia de menos, enquanto eu era a típica menina que me silenciava para sufocar o meu sentir e passava batom vermelho para me fingir de mulher quando você passava. Assim você entrou em minha vida de fininho, sem deixar nem rastro no assoalho, e em pouco tempo já deixava meias jogadas atrás da porta e sua camiseta favorita largada ao lado do sofá.

     Eu, menina maquiada de mulher sempre que você estava a caminho, desistira de tentar disfarçar as lágrimas vendo um animal ferido ou adoração por cor de rosa. E você deixou assim de se esconder em sua cara de bravo que dizia não se importar, e passou a usar mais aquela cara de você-faz-isso-só-pra-me-irritar que me faz morrer de rir e te abraçar dizendo que se eu não fosse exatamente como sou, não estaríamos juntos.

     Foi assim que a chegada que deveria ser de mais um que me visita e vai embora, tornou-se a chegada de quem mudaria a minha vida.

     Algumas manhãs acordo e me pego pensando nos motivos para aceitar sua entrada sem mais nem menos em minha casa e em meu coração. Em dias tristes, penso que foi desespero, falta de opção. Já nos dias alegres, penso que meu sexto sentido que nunca erra indicou que era alguém especial. Mas quando você está comigo, penso que só pode que foi o destino, e assim nada mais eu poderia fazer além de te permitir entrar na casa que era sua desde muito antes de eu perceber.

     Eu sinto aqueles braços capazes de acalmar minha alma, esquentar meu coração e provocar uma rebelião das borboletas em meu estômago, vejo aqueles olhos doces que me pedem carinho tão inocentemente, e sinto aquele cheiro que só você tem e é capaz de me acelerar a respiração, e assim penso que algo de muito bom devo ter feito nessa vida para encontrar você em meu caminho.

     De todos os laços rompidos, cartas amassadas, decepções amorosas, noites de sexta perdidas na ânsia de encontrar alguém minimamente perto de ser minha combinação, você chegou. Chegou e eu quis você na mesma hora, e você me quis de volta.

     Nos prometemos a eternidade, casamento, viagens e novas experiências. Eu sei que toda a minha lágrima será limpada pelos seus dedos cheios de tremor vindo da sua preocupação pouco antes de você cair no choro comigo por não saber lidar com minha tristeza, assim como sabemos que toda sua melancolia será perdida em meu abraço com todo o carinho do mundo. Assim Deixaremos que o destino decida o que fazer com a gente, pra onde ele irá nos levar. Afinal com você aprendi da forma mais doce que amar é sorrir. E quando no meio da noite você falou em meu ouvido para que eu sussurrasse o que me faz sorrir, sem pensar duas vezes falei seu nome calma e em paz. Senti seu sorriso iluminar o quarto, e assim soube que essa era a resposta certa.

                                                 M.

Anúncios

3 comentários sobre “A resposta certa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s